DECRETO COVID-19

NOTÍCIAS

GALPÃO DA CENTRAL DE TRIAGEM VIRASER DE RESÍDUOS RECICLÁVEIS É INAUGURADO

blank

 

Na manhã da última quarta-feira, (02/12) ,aconteceu a entrega da Central Viraser de Resíduos Recicláveis “José Geraldino de Melo (Zé Branquinho)”. O galpão foi construído na MG-341, no quilômetro 49, na rodovia sentido a São Roque de Minas, local conhecido como “árvore de óleo”. O empreendimento é uma parceria entre a JDE Coffee e Prefeitura, com o suporte do Grupo Gaia que construiu o galpão para a triagem do material da coleta seletiva; a prefeitura disponibilizou o terreno e o Grupo Gaia fica responsável pela estruturação do modelo de gestão.

Segundo o prefeito Adeberto José de Melo (Deco), desde o início de sua gestão, a implantação da coleta seletiva no município era um dos objetivos de sua Administração.

“Após muito trabalho e empenho dos nossos colaboradores, e contando com a importante parceria entre o município, a empresa JDE e o Grupo Gaia, alcançamos o resultando positivo de mantermos em funcionamento esse importante projeto. Iniciamos a coleta em alguns bairros da cidade, que durante os últimos tempos, reciclou centenas de toneladas de lixos descartáveis. A cidade conta agora com um espaço que irá gerar dezenas de empregos, além de manter o descarte correto dos resíduos.  Quero agradecer todas as pessoas envolvidas e as empresas que acreditaram nesse projeto”, finalizou o prefeito.

A Superintendente de Saneamento Básico de Minas Gerais, Lília Aparecida de Castro, pontuou que é de extrema importância o trabalho realizado em Piumhi e enfatizou que o Estado tem apoiado e trabalhado as políticas de saneamento.

A Diretora Executiva do Grupo Gaia e responsável pelo Programa Viraser, Maíra Pereira, disse que Piumhi é a terceira unidade de franquia social no Brasil e espera trazer o melhor para a cidade.

O gerente de manufatura da JDE planta de Piumhi, Leandro Leme, falou que são recolhidos em média 670 quilos de resíduos recicláveis por dia, totalizando entre 13 e 14 toneladas mês, sendo recuperado mais de 150 toneladas desde o início da coleta em junho de 2019.

Ele contou que além da coleta domiciliar realizada em caráter piloto em 8 bairros, sendo eles Capoeiras, Nova Piumhi, São Francisco, Bela Vista, Novo Tempo, Pérola Negra, Alvorada e Jardim Betel, o município conta ainda com pontos estratégicos de entrega voluntária de resíduos recicláveis como na Feira Livre, em frente à Escola José Vicente, outro na Praça Tuiuti, na Rua Miguel Couto, em frente à Escola Josino Alvim e um terceiro na comunidade de Penedos, em frente à Escola Municipal Lindamar Martins.

“A central de triagem terá capacidade de triar aproximadamente 1,5 a 2 toneladas por dia, o que resulta de 20 a 40 toneladas por mês no início das atividades. Conforme for realizada a expansão da coleta, ela poderá triar até 5 toneladas por dia, resultando em 100 toneladas por mês”, frisou o gerente.

O secretário de Agropecuária, Abastecimento e Meio Ambiente Martiniano Fagundes do Nascimento comentou que está muito satisfeito com essa conquista, uma vez que Piumhi entrará para o rol das cidades que têm coleta seletiva. “Para o futuro, esperamos a ampliação do projeto para toda área urbana do município”.

Ele comentou que o local conta com 300 m² e que a expectativa é a de iniciar o trabalho com seis pessoas, no 1º bimestre de 2021, triando todo o resíduo reciclável.

“O galpão de triagem poderá também gerar mais empregos, além de diminuir o número de resíduos descartados no aterro sanitário, o que contribuí com a preservação do meio ambiente”, falou.

Martiniano comentou ainda que, devido à implantação do programa de coleta seletiva, a cidade recebeu, pela primeira vez, o Indicador de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU – 0,667), comprovando a adesão de Piumhi às metas da PNRS (Lei 12.305/2010).

Moeda Social
Foi lançada recentemente mais uma ação intitulada de “Moeda Social”, com o intuito de estimular o maior engajamento da população ao descarte correto. A Moeda Social permitirá a troca de recicláveis por um Kit de produtos da agricultura local (hortaliças e frutas).

O programa de Coleta Seletiva trata de uma ação que tem como maior intuito, apoiar as causas ambientais e proporcionar melhor qualidade de vida à população.

O projeto também promoveu ações para conscientizar a população sobre a importância do descarte correto, reciclagem e preservação do meio ambiente, apresentando dezenas de palestras de sensibilização com a participação de professores e estudantes das escolas (públicas e particulares), agentes de saúde e de vigilância sanitária, além de representantes da sociedade civil.

Vale destacar a campanha “Câmbio Verde: troque recicláveis por hortaliças”, que vem sendo realizada desde o dia 27 de agosto deste ano na região. A ação permite que a população dos bairros atendidos troque os resíduos recicláveis por produtos da agricultura familiar e local, além de máscaras protetoras contra a Covid-19, confeccionadas por costureiras atuantes na cidade e indicadas pelas Organizações da Sociedade Civil.

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

VEJA TAMBÉM