DECRETO COVID-19

NOTÍCIAS

DEPARTAMENTO DE TURISMO APRESENTA PLANTAS MEDICINAIS EM SERRAS DO MUNICÍPIO

O departamento municipal de Turismo tem realizado diversos trabalhos em campo neste momento de pandemia, em que essa área tem sido uma das prejudicadas.
Dessa maneira, é possível apresentar uma nova forma de turismo, que não seja cachoeiras e serras, mas o turismo de contemplação, buscando conhecer e apreciar a rica e diversificada flora do cerrado mineiro e suas inúmeras plantas medicinais.
Segundo a diretora do departamento de Turismo, Fernanda Silva, o município abriga uma verdadeira farmácia a céu aberto, que é utilizada há anos pelos antigos para a cura de diversas doenças, seja em forma de chás, compressas, entre outros e fica situada na região do Araras e na Serra do Andaime. Conheça algumas dessas plantas abaixo.
PLANTAS MEDICINAIS
Carqueja: a baccharis trimera de Baccharis, conhecida popularmente como Carqueja ou Carqueja-amarga, Carqueja-amargosa, Carqueja-do-mato, Carquejinha, Condamina ou Iguapé. A Carqueja é uma erva espontânea em terrenos baldios e pastos, sendo muita utilizada como planta medicinal para tratar gripes, problemas digestivos, combater gases e ajudar a emagrecer.
Alecrim-do-campo: é cientificamente denominado Baccharis dracunculifolia. Já o alecrim do jardim é rosmarinus offcinalis: O alecrim do campo é uma espécie arbustiva, ramificada e perene que pode chegar a três metros de altura. Nativo da América do Sul, encontrado principalmente em países como Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia. O alecrim, além de ser utilizado como aromatizante por ter odor agradável, de realçar os sabores de alimentos como assados, carnes, legumes, molhos e pães, combate a tosse, gripe e asma, equilibra a pressão arterial, auxilia o tratamento de dores reumáticas e contusões, é diurético e ajuda a digestão, auxilia a menstruação e em tratamentos de hemorróidas, reduz o mau hálito, além de ser ótimo tratamento para o couro cabeludo e combate ao estresse.
Assa-Peixe: cientificamente conhecida como vernonia polysphaera é frequentemente encontrada em terrenos baldios e pastagens, sendo muitas vezes considerada erva-daninha, e multiplica-se rapidamente em solos pouco férteis. Essa planta é rica em sais minerais e possui propriedades expectorantes, homeostáticas e diuréticas. A assa-peixe auxilia no tratamento de gripe, pneumonia, bronquite e tosse, alivia e trata as hemorróidas, auxilia no tratamento de cálculo renal, trata alterações no útero. Além disso, essa planta pode ser utilizada para diminuir o inchaço causado pela retenção de líquido devido à sua propriedade diurética.
Canela de Velho: nome científico de Miconia Albicans, que é uma planta medicinal pertencente à família melastomataceae, que pode atingir cerca de 3 metros de altura. Encontrada nas regiões tropicais do mundo. Apresenta propriedades analgésicas, anti-inflamatória, antioxidantes, antimicrobianas, antimutagênicas, antitumorais, hepatoprotetoras, tônica digestiva e por isso apresenta benefícios para a saúde como purificação do sangue, neutralização dos radicais livres reduzindo dores e inflamação das articulações. Usado para o tratamento de artrose e artrite reumatoide. Essa planta, devido às suas propriedades antioxidante, retarda o envelhecimento e ajuda a eliminar as toxinas do corpo, reduzir os níveis de açúcar no sangue, sendo ótimo para pessoas com diabetes. Também reduz a gordura do fígado, azia, refluxo e a má digestão.

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

VEJA TAMBÉM

Meio ambiente
Lidiane Siles

𝐏𝐑𝐄𝐅𝐄𝐈𝐓𝐔𝐑𝐀 𝐃𝐄 𝐏𝐈𝐔𝐌𝐇𝐈 𝐀𝐌𝐏𝐋𝐈𝐀𝐑Á 𝐀 𝐂𝐎𝐁𝐄𝐑𝐓𝐔𝐑𝐀 𝐃𝐀 𝐂𝐎𝐋𝐄𝐓𝐀 𝐒𝐄𝐋𝐄𝐓𝐈𝐕𝐀 𝐂𝐎𝐌 𝐀𝐏𝐎𝐈𝐎 𝐃𝐀 𝐉𝐃𝐄 𝐄 𝐃𝐎 𝐏𝐑𝐎𝐆𝐑𝐀𝐌𝐀 𝐕𝐈𝐑𝐀𝐒𝐄𝐑

Como parte das comemorações do aniversário de 153 anos de Piumhi, o prefeito Paulo César Vaz, acompanhado dos representantes do Gaia Social, equipe do ViraSer,

Leia mais »
Skip to content