AUDIÊNCIA PÚBLICA DEBATE INSTALAÇÃO DOS SERVIÇOS DE HEMODIÁLISE NA SANTA CASA DE PIUMHI

 

Na manhã da última segunda-feira (05/08), o Prefeito Adeberto José de Melo (Deco), participou de uma audiência pública na Câmara Municipal para discutir sobre a instalação de um Centro de Hemodiálise, na Santa Casa de Misericórdia de Piumhi.

Centenas de pessoas estiveram presentes, entre vereadores, o deputado federal Emidinho Madeira, a Superintendente Regional de Saúde Kátia Rita Gonçalves, o provedor da Santa Casa, José Soares de Melo, a Secretária de Saúde do Município, Aline Silva Barbosa de Castro, o Prefeito de Pimenta, Ailton Costa Faria, o Prefeito de Doresópolis, Elielton Luís Moreira, o Prefeito de Vargem Bonita, Samuel Matos, Prefeito de São Roque de Minas, Roldão Faria, entre outros populares.

Na oportunidade, Deco pontuou que a administração municipal não medirá esforços para que o Centro de Hemodiálise seja instalado em Piumhi e agradeceu a todas as forças políticas para que o mesmo funcione tão logo, e demais autoridades que apoiam a causa, estando dispostos a fazer que isso aconteça o mais breve possível.

Emidinho Madeira enfatizou que a comunidade espera ansiosa por este trabalho, onde possibilitará que o serviço de hemodiálise seja realizado na cidade, sendo de grande valia para todos da região, poupando tempo e dando mais qualidade de vida aos pacientes.

O provedor da Santa Casa, José Soares de Melo, falou que a audiência trata-se de uma iniciativa da diretoria da Santa Casa com o apoio do deputado Emidinho Madeira, e tem como finalidade verificar o interesse da população em realizar o procedimento no município, uma vez que os pacientes que passam por hemodiálise têm que se submeter a viagens diárias, muitas vezes demoradas, para receber o tratamento. Além disso, o porte de Piumhi e demais cidades da região, atendem o número de pacientes necessário para que o procedimento seja feito na cidade.

Aline Barbosa frisou que realmente a região deve ganhar muito com a vinda da hemodiálise, ressaltando que é de extrema importância que o serviço possa ser ofertado na região. Centralizando os trabalhos em prol da população.

Já a Superintendente Regional de Saúde, declarou que a responsabilidade de se criar um novo Centro de Hemodiálise traz um investimento e custeio muito alto, não somente com a estrutura, mas com a manutenção do serviço, funcionários e demais gastos. Ela explicou que existe uma portaria a seguir para que se consiga trazer o serviço para Piumhi e que a responsabilidade é muito grande, uma vez que o município conta na atualidade, com cerca de 60 pacientes fazendo o tratamento em Passos, semanalmente.

Katia pontuou ainda que são necessários dois médicos com especialização em nefrologia, estrutura física, equipamentos, dois enfermeiros com especialização em nefrologia, psicólogo, assistente social e técnicos de enfermagem. Além disso, ela reforçou que existe um protocolo de cuidado na construção da ala, que passa por uma inspeção sanitária com demais adequações.  A Superintendente afirmou que está à disposição para ajudar e auxiliar no que for preciso para que o Centro de Hemodiálise seja implantado.

A vereadora Shirley Faria falou que não poupará esforços para a realização desse feito, de maneira a auxiliar os pacientes da cidade e da região.

O vereador Antônio Fernando Gomes ponderou que o custo para os municípios já está alto, mas se houver união de todas as cidades vizinhas, será possível através de emendas impositivas, destinarem verbas para o Centro de Hemodiálise.

O parlamentar Antônio Camargo Júnior (Júnior Boi) disse que vem lutando para que isso aconteça já faz tempo, e agradeceu a parceria de todos que estão envolvidos, auxiliando de alguma maneira esse feito.

O vereador José Welington Silva ponderou que é de grande valia a ajuda e auxilio de todos, pois só unidos vai se poder conseguir alguma coisa concreta.

O presidente da Câmara, Astésio Tavares, afirmou que o pontapé inicial está sendo dado para que seja realizado esse grande feito que deve beneficiar toda a região de Piumhi.

Se construído, o centro de hemodiálise irá atender pacientes de Piumhi, Capitólio, Doresópolis, Guapé, Pimenta, Vargem Bonita, São Roque de Minas e demais cidades que compõem a microrregião.

Aumentar Fonte
Contraste