Secretaria de Saúde faz planejamento para vacinação contra febre amarela

A Secretaria Municipal de Saúde de Piumhi tem intensificado a vacinação contra febre amarela no município, devido aos últimos acontecimentos na região. Na última sexta-feira (03-02), a Secretaria passou a ser administrada por Aline Silva Barbosa, nomeada para assumir o cargo de Secretária de Saúde.

Na segunda-feira, Aline se reuniu com a coordenadoria de cada área e tomou conhecimento da atual realidade que vive o município. Conforme a nova Secretária, dentre várias demandas apresentadas, a prioridade no momento é com relação à doença da Febre Amarela.

A cidade entrou em estado de alerta, pois um macaco foi encontrado morto em São Roque de Minas e, após exames, constatou-se que ele era portador de febre amarela. Já no último sábado (04-02), um segundo macaco morto foi encontrado na região da Zona Rural de Piumhi e levado para análise. A partir de então, um plano de ação foi estabelecido para organizar a forma de vacinação na área urbana e rural.

Com os acontecimentos, a representante da Regional de Saúde de Passos esteve em Piumhi e indicou medidas de prevenção da doença. Na terça-feira, foi feito o planejamento e a partir dessa quinta-feira (09-02), equipes foram formadas e intensificaram o trabalho na Zona Rural. Cerca de 3.600 vacinas chegaram à cidade e serão distribuídas durante este plano de ação. As primeiras comunidades a receberem as doses são Cruzeiro, Santo Antônio, Região Coito, Região Ruiz, Santana do Paraná, Motas e Água Limpa. Até terça-feira, todas as comunidades receberão as equipes de vacinação em casa.

Na área urbana, os postos de vacinação vão funcionar em horário especial. De segunda-feira à sexta-feira: de 7h às 21h e sábado: 8h às 17h.Por dia, cerca de 1.000 pessoas estão sendo atendidas e orientadas.

Segundo a Secretária de Saúde, nem todas as pessoas precisam se vacinar, como por exemplo, que já tenham recebido duas doses da vacina, crianças que já foram vacinadas aos 9 meses e 4 anos de idade, também não precisam receber outra dose e ainda há outros casos, por isso devem receber devida orientação.

TRANSMISSÃO

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por artrópode, que pode levar à morte em cerca de uma semana, se não for tratada rapidamente. A doença é comum em macacos, que são os principais hospedeiros do vírus.
A febre amarela é transmitida através da picada do mosquito Aedes Aegypti e também do mosquito Haemagogus e Sabethes, que vivem em matas e vegetações à beira dos rios. Quando o mosquito pica um macaco doente, torna-se capaz de transmitir o vírus a outros macacos e ao homem.

A única forma de evitá-la é através da vacinação. Os sintomas iniciais incluem o início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza. Em casos graves, a pessoa pode desenvolver febre alta, coloração amarelada da pele e do branco dos olhos e hemorragia. A doença não é contagiosa, ou seja, não há transmissão de pessoa a pessoa ou de animais a pessoas. É transmitida somente pela picada de mosquitos infectados com o vírus da febre amarela.