RESULTADOS PRELIMINARES DA 3ª FASE DA GAT SÃO APRESENTADOS

 

Em uma coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (03/04) o coordenador de endemias do município, Luiz Henrique Vieira Mota, falou sobre o primeiro mês da execução da 3ª fase do projeto com armadilhas para captura de fêmeas do mosquito Aedes no município, intitulado de GAT (Gravid Trap Aedes).

De acordo com o relatório, Piumhi foi pioneira em aderir ao projeto em 2016 e em todo o país apenas três municípios contam com a instalação da GAT, sendo eles Piumhi, São José do Rio Preto (SP) e Vila Velha (ES).

Na oportunidade, o coordenador apresentou ao prefeito Adeberto José de Melo (Deco) e a imprensa, os primeiros números da captura das fêmeas do mosquito da dengue com o uso das armadilhas, contabilizando mais de 1000 mosquitos, o que é considerado excelente, pois com isso várias fêmeas foram eliminadas.

Sobre a leitura nessa fase de bairros do projeto, serão realizadas mensalmente para que tenham uma média dos bairros onde foram instaladas as GAT, se estão mais ou menos infestados, com base nos cinco Lagoa de Trás, Jardim Jardim Santo Antônio, Vila Agreny, Nova Piumhi e o bairro Centro que será um bairro controle, servindo para comparar com outros bairros a eficácia da armadilha pelo nível de infestação.

O projeto existe em Piumhi há três anos e se destina a captura de fêmeas do mosquito em busca de água limpa para oviposição. Esse projeto de pesquisa está sendo realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento Municipal de Vigilância Ambiental, em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica e Empreendedorismo em Controle de Vetores (Lintec) da UFMG, coordenado pelo pesquisador chefe do laboratório Dr. Àlvaro Eduardo Eiras, Dr. Marcelo Carvalho Resende e o responsável pelo projeto no município de Piumhi coordenador de endemias, Me. Luiz Henrique Vieira Mota.

Ela funciona como um criadouro que atrai fêmeas de Aedes para colocar ovos. Quando as fêmeas entram na armadilha, ficam retidas e morrem. Nesse processo, é possível identificar a espécie do mosquito capturado e, consequentemente, impedir a reprodução do inseto.

Questionado sobre o número de casos de dengue no município, uma vez que está alto na maior parte da região, Luís contou que até o momento foram notificados 64 casos esse ano, sendo apenas 14 confirmados por teste rápido NS1, valor baixo se comparado com os números atuais de vários municípios do país.

O prefeito Adeberto josé de Melo (Deco) comentou que este trabalho tem sido muito bem avaliado, tendo em vista os benefícios que trazidos à população.

“Toda forma de prevenção é válida, e além da dengue temos outras doenças em vista, que são transmitidas pelo mosquito. Por isso, estamos atentos e elaborando cada vez mais métodos para eliminar possíveis proliferações do mosquito. Acho válido e vamos continuar neste trabalho. Agradeço o parabenizo o empenho de todos”, ressaltou o chefe do executivo.

O setor de endemias enfatizou que a diminuição do índice pode acontecer com a execução de ações de mutirão de limpeza, a intensificação do trabalho de campo dos agentes de endemias associado ao trabalho com as armadilhas (GAT), a qual é uma ferramenta acessória ao combate do mosquito, mas que a população não deve deixar de tomar os cuidados necessários por isso.

A coordenação do setor avalia que os cuidados devem ser redobrados no período de chuvas, principalmente com recipientes que se tornam criadouros, sendo necessário tomar medidas preventivas, de maneira a manter os ralinhos com tela, baldes e outros materiais que possam empossar água em lugares tampados ou virados para baixo, lavar os bebedouros de animais pelo menos duas vezes por semana e deixar as lonas sempre esticadas ou dobradas para evitar a formação de poças d’água.

O biólogo Luiz Henrique Vieira Mota explicou que as armadilhas utilizadas na captura dos mosquitos é somente uma ferramenta acessória no combate e por motivo algum os cuidados diários na prevenção de doenças transmitidas pelos vetores podem deixar de ser realizados.

Aumentar Fonte
Contraste