PREFEITO ANALISA AS CONDIÇÕES DE INFRAESTRUTURA DO CONJUNTO HABITACIONAL VICENTE DE PAULO FARIA II

 

Na intenção de oferecer boas condições habitacionais para os donos das 45 moradias construídas através do projeto “Minha Casa, Minha Vida”, no Conjunto Habitacional Vicente de Paulo Faria II, o prefeito Adeberto José de Melo (Deco), juntamente com o secretário de obras Edson Pereira da Silva (Edson Baiano) e o engenheiro do executivo Lázaro Cardoso Campos, visitou o local na manhã de hoje (14/02) para avaliar a obra que já se encontra praticamente pronta.

As casas já foram pintadas, as calçadas já estão praticamente prontas, a rede de água e esgoto e a eletrificação também já estão concluídas.

Esse projeto é uma parceria com a Caixa Econômica Federal e da Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (COHAB) com a Prefeitura de Piumhi e foi criado para ajudar famílias de renda até dois salários mínimos conquistarem as moradias próprias e saírem do aluguel, no qual o banco entra com o financiamento diferenciado e a prefeitura com a doação dos lotes. Até o momento, 45 habitações estão sendo construídas, de um total de 178 moradias em processo de aquisição.

As obras foram iniciadas em maio de 2018, pela Construtora Lealt, sendo finalizada a parte estrutural em dezembro, tendo uma duração total de sete meses. O residencial fica localizado no loteamento Novo Horizonte, no bairro Nova Esperança.

Na oportunidade, o prefeito explanou que o objetivo da visita juntamente com a equipe técnica, foi de realizar a vistoria do local para ver as condições de habitação e constatou que pouca coisa falta para que a obra possa ser completamente entregue. Há detalhes na parte da encanação de água e esgoto, asfaltamento entre outros detalhes.

“Não só as casinhas, mas em todo entorno, as condições saudáveis de habitação serão analisadas. Apesar dos atrasos que aconteceram por questões burocráticas, acredito que em até 30 dias as habitações já estarão sendo entregues e habitáveis, com toda segurança e as condições necessárias para se ter uma vida digna”, disse.

O Secretário de Obras, Edson Baiano, falou que as obras de construção das outras 133 casas, que estão programadas, deve se iniciar em no máximo 30 dias, continuando o projeto e já existe uma adesão junto a Caixa Econômica Federal para pleitear mais 400 moradias.

Ele explicou que dessas 400, as 68 já devem ser licitadas no próximo mês e que o restante no decorrer desse ano.

Cada unidade habitacional foi construída com dois quartos, sala, cozinha e banheiro, com 46m², aproximadamente. As inscrições para participar do projeto já foram encerradas.

 

       

Aumentar Fonte
Contraste