Prefeitura de Piumhi decreta estado de emergência

 

O prefeito de Piumhi, Adeberto José de Melo (Deco), decretou na tarde desta terça-feira (29) situação de emergência no município em decorrência da paralisação dos caminhoneiros em todo país.

Ao completar o 9º dia de greve, a situação na cidade preocupa por causa da falta de combustíveis e outros serviços.

De acordo com o decreto de número 4.345/2018 o desabastecimento e a escassez de insumos ocasionou prejuízos, como suspensão do transporte escolar, interrupção das aulas, uso restrito dos automóveis da administração para apenas em momentos essenciais, entre outras medidas adotadas visando a economia dos combustíveis.

Ainda conforme o decreto, ficaram suspensos a partir do dia 29 de maio os seguintes serviços:

– Aulas na rede municipal
– Transporte escolar
– Obras que que necessitam de apoio das máquinas do erário municipal, exceto as de caráter emergencial.

Vale ressaltar que os serviços da Secretaria de Saúde não serão suspensos.

A partir dessa data, até a normalização dos serviços de abastecimento de combustíveis e demais suprimentos, fica decretada situação de emergência em todo município de Piumhi, sendo priorizado apenas o abastecimentos em casos de urgência e emergência, sendo avaliados pelos Secretário Municipais e Prefeito, tais como: ambulâncias, coleta de resíduos sólidos e outros de interesse público.

Portanto, fica autorizada a mobilização de todos os órgãos municipais e autarquias para atuarem juntos, garantindo, dentro do possível, a normalidade dos serviços neste momento de crise que vive o país.

Aumentar Fonte
Contraste