SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL REALIZA EVENTO EM PROL DO DIA NACIONAL DO COMBATE AO ABUSO E EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

 

Para marcar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Secretaria de Assistência Social de Piumhi, por meio do Centro de Referência especializado De Assistência Social (CREAS) e do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), está realizando, durante toda essa semana, palestras de orientação e conscientização de adolescente, a partir de 09 anos, das escolas municipais e estaduais sobre o tema.

A data é comemorada em todo país e visa mobilizar e convocar toda a sociedade a participar dessa luta de prevenção e combate à violência sexual contra crianças e adolescentes.

Em Piumhi, as atividades acontecem em oito escolas municipais e estaduais, abordando cerca de 400 alunos, com a realização de palestras e bate papo com os alunos sobre o tema, com o intuito de conscientizar e trazer a eles um pouco de conhecimento sobre o assunto.

Para o Prefeito de Piumhi, Adeberto José de Melo, essa causa deve ser lembrada para que as pessoas não tenham medo de denunciar.

“Sabemos que em muitos casos as famílias e crianças temem denunciar por medo do agressor. Essas ações de divulgação visam dar maior notoriedade ao assunto e mostrar o quanto é importante falar sobre o caso. Os agressores não podem mais ficar impunes. Nossas crianças e adolescentes devem ser alertados”, comentou o prefeito.

Segundo a coordenadora do CREAS, Neliane Aparecida Silva, o evento acontece na cidade todos os anos no dia 18 de maio que é a data em defesa da causa em todo o país, no entanto, esse ano a assistência decidiu estender o evento para as escolas durante toda a semana trabalhando de maneira mais pontual.

Ela contou que os encontros com os alunos contam com a presença de um assistente social, uma psicóloga e um orientador social e trata-se de uma roda de conversa para falar sobre o tema.

Essa data foi escolhida em razão de um crime que comoveu toda a nação brasileira em 1973, o Caso Araceli, em que uma menina capixaba de Vitória/ES, de 8 anos de idade foi sequestrada, espancada, estuprada e assassinada numa orgia imensurável, sendo que os agressores não foram punidos. Assim, o movimento em defesa dos direitos de crianças e adolescentes, após uma forte mobilização, conquistou a aprovação da Lei Federal 9.970/2000 que institui o dia 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Neliane lembrou que qualquer pessoa que identificar ou suspeitar de qualquer ação de Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes deve procurar o Conselho Tutelar e o Creas, órgãos que acompanham esses casos.

   

Aumentar Fonte
Contraste